Melhores vinhos de Portugal premiados em Setúbal

Melhores vinhos de Portugal premiados em Setúbal

O concelho de Setúbal foi o anfitrião da fase final da 8.ª edição do Concurso Vinhos de Portugal, organizado pela ViniPortugal, que distinguiu os melhores vinhos nacionais de 2021 em cerimónia no dia 21 no Convento de Jesus.

O vinho Quinta Vale D. Maria Vinha da Francisca Tinto 2018, do Douro, recebeu o prémio de Melhor Vinho do Ano, numa gala que premiou 31 vinhos da região de Setúbal, entre cinco medalhas de Ouro e 25 de Prata. Acresceu ainda o Grande Ouro atribuído ao Bacalhôa Moscatel de Setúbal Superior 2004, da Bacalhôa Vinhos de Portugal.

O evento, realizado no Convento de Jesus, com transmissão em direto pelo canal de Youtube da ViniPortugal, contou com a presença da presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, que assinalou a importância do setor do vinho para a economia local.

“Na região, existem mais de 9500 hectares de vinhas, algumas delas as mais antigas da Península Ibérica e de onde terão saído os primeiros vinhos bebidos pelos nossos antepassados. Falamos de um setor que dá trabalho a milhares de pessoas, que nos traz riqueza e, claro, muitos turistas em busca dos nossos extraordinários néctares.”

Para a autarca, “a diversidade é uma das mais-valias da região”, que possui mais de seiscentas referências de vinhos, os quais, em 2020, registaram uma produção de 475.135 hectolitros, de acordo com os dados do Instituto da Vinha e do Vinho.

Maria das Dores Meira deixou uma saudação a todos os premiados no concurso da ViniPortugal, “pela qualidade do vinho que produzem”, em especial os produtores da região de Setúbal.

Mais de 1400 vinhos de produtores oriundos de vários pontos do país concorreram a melhor vinho de Portugal na 8.ª edição do certame, que teve início a 17 de maio, em Santarém, e terminou no dia 21 com a gala de atribuição de prémios, em Setúbal.

Após uma criteriosa avaliação por especialistas, o júri, composto por 134 especialistas nacionais e internacionais, atribuiu um total de 419 medalhas, das quais 35 na categoria Grande Ouro, 103 de Ouro e 281 de Prata. A lista dos premiados pode ser consultada em https://concursovinhosdeportugal.pt/premiados .

O presidente da ViniPortugal, Frederico Falcão, sublinhou que esta edição foi a que recebeu mais candidaturas a concurso dos últimos oito anos.

“O Concurso Vinhos de Portugal tem-se afirmado cada vez mais como um evento de referência para o setor, que aposta na qualidade dos vinhos nacionais e promove uma troca de experiências entre produtores e especialistas internacionais, sempre muito curiosos por conhecer a realidade vitivinícola nacional.”

Para o secretário de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, Rui Martinho, este certame “é um momento ímpar para os produtores evidenciarem a excelência dos seus produtos e para a valorização e projeção dos vinhos nacionais”.

O governante destacou o dinamismo do setor do vinho, que, apesar das dificuldades provocadas pela pandemia, “continuou a aumentar as exportações em 2020, quer em volume, quer em valor, atingindo cerca de 850 milhões de euros, mais 26 milhões de euros face ao ano anterior”.

Nos primeiros três meses de 2021, a tendência positiva mantém-se, pois as exportações cresceram cerca de 13 por cento em valor e 8 por cento em volume, o antevê “confiança noutro bom resultado este ano”.

À semelhança das edições anteriores, o Concurso Vinhos de Portugal 2021 teve uma primeira fase realizada em Santarém, na qual cada vinho foi apreciado em prova cega pelos 134 jurados, que escolheram os vencedores.

O Concurso Vinhos de Portugal contou, igualmente, com um conjunto de masterclasses, realizadas em Santarém, sobre “Vinhos Brancos Portugueses”, por Luís Antunes, “Vinhos Tintos Portugueses”, por Nuno de Oliveira Garcia, e “Vinhos de Setúbal”, por João Paulo Martins.

No dia 20, realizou-se uma visita à Casa Ermelinda Freitas, no concelho de Palmela, e uma prova de vinhos conjunta com a Adega de Pegões, seguida de almoço. Na parte da tarde, houve uma Prova de Vinhos no Forte de São Filipe, seguida de um jantar na Quinta da Bacalhôa, em Azeitão.

O programa de dia 21 reservou, além da Cerimónia de Entrega de Prémios, um almoço na adega José Maria da Fonseca, Azeitão.

Paralelamente à entrega de prémios da 8.ª edição do Concurso Vinhos de Portugal, a gala distinguiu os vencedores da 2.ª edição do Prémio Personalidade do Ano, que reconhece o contributo de figuras internacionais para a afirmação dos vinhos portugueses nos mercados europeu, asiático, africano e americano.

Nesta edição receberam o prémio Tomás Pimenta, pela promoção no mercado asiático, Sarah Ahmed, na Europa, Roger Voss, no mercado do continente americano, e Antonio Pinheiro, em África.